domingo, setembro 13


OS OLHOS DO POETA

Meu poeta tem nos olhos a chuva
refresca meu quente verão
oceano onde deixo escondido
o tesouro que é o meu coração

Nosso amor se tornou encantado
no momento em que ele pintou
de azul meu vestido rendado
e com um verso me conquistou

Meu poeta tem olhos da cor do mar
verdes como um lindo gramado
onde rolamos em amor sublime
nosso coração bem apaixonado

Nosso amor é de desejo e paixão
de bons sentimentos é recheado
para trazer felicidade para nós
como algodão-doce. É muito adocicado.


(Bernadette Moscarelli e Graciela da Cunha)

Um comentário:

Papoila Sonhadora disse...

Sublime:o poeta e a sua tarefa, projecto de Deus no mundo.
Um gesto de Amizade,
Sandra Ferreira